mau tempo

Coração assustado
à espreita de aparições,
temor constante,
o sobressalto até pelos estalos da madeira,
pelas sombras, pesadelos
e todas as tocaias que rondam o escuro,
e a perspectiva sombria
de não se estar vivo
no outro dia.

leila miccolis

vingança

Esmagar em silêncio
a palavra engolida e fingir-se contente.
Escolher em silêncio
o momento preciso
e escondê-lo no ventre.
Planejar em silêncio
a cobrança do medo
e sorrir entredentes.

leila miccolis

três números de mágica

o espetáculo começa:
faço sair da cartola
televisões a cores,
automóveis
e imóveis
Em 180 prestações.
Depois te serro ao meio no caixão,
para salvar-te a seguir:
surges inteiro e pareces tão ileso
que nem dá para notar-se a castração.
Por último me cobres abracadabra
e volto ao tempo de menina
tirando da vagina objetos contundentes
que fizeram a minha vida e o meu hímen
complacentes.

leila miccolis

ciências físicas (e contábeis)

O homem se divide
em:
cabeça, bolso e membro.
A cabeça serve para pensar em mulheres.
o bolso para pagá-las.
o membro para fodê-las.
Mais alguma pergunta?

leila miccolis

ponto de vista

Eu não tenho vergonha
de dizer palavrões
de sentir secreções,
vaginais ou anais.
As mentiras usuais
que nos fodem sutilmente,
essas sim são imorais,
essas sim são indecentes.

leila miccolis

na vida

Não sou comportada.
Puta e lésbica
e o que mais me der na telha,
pareço um pássaro
procurando espantalhos e alçapões,
querendo me expandir como sono
em pálpebras cansadas,
explodir em violência
no silêncio dos acomodados.
Puta e lésbica
e o que mais me der na telha
sou a seqüência
do que o primeiro gesto desencadeia.

leila miccolis

atirador de facas

Arrancar as vendas
e acompanhar,
de olhos abertos,
a trajetória do punhal,
cravado em nosso corpo, em nosso peito,
a cada amor desfeito.

leila miccolis

substituição

No meu prédio
compraram a área da frente,
toda arborizada,
para enfeitar a entrada.
Depois, acharam bobagem,
destruíram a paisagem,
e a transformaram em garagem.
Em compensação, porém,
por amor à ecologia,
puseram, no mesmo dia,
papel pintado no hall
no qual se vê, sob o sol,
em nuances coloridas,
lindas árvores floridas…

leila miccolis

pena de morte

Eram bastante bons
aqueles tempos de ódio,
em que planejávamos nossos assassinatos,
pelo simples prazer de nos vingarmos:
eu te via com os dedos na tomada,
tu me vias sufocada pelo gás.
Tempos em que sorrias ao atravessar a rua,
e eu achava graça em ser atropelada;
tempos em que queríamos fazer um filho,
para espancarmos juntos,
nos dias de ócio;
em que eu te servia de escarradeira,
em vez de cozinheira e passadeira.
Depois, veio o amor,
que é como um lenço em que se assoa,
ou mãe que chicoteia e nos perdoa.
Hoje afago-te as corcovas
e lustro-te as botas novas.

leila miccolis

pacifismo

Das folhas dos pinheirais
faz-se a folha de papel
e faz-se o papel-dinheiro…
Dos seios dos seringais,
do seu leite empedernido,
sangrado através das rachas,
autores e industriais
nutrem-se até da borracha.
Daí, se ouvimos dizer,
que a literatura pode ser
das armas, a mais cruel,
é talvez devido ao fato
de que o ato de escrever,
com conseqüências funestas,
traga em seu bojo aborteiro
a matança de pinheiros,
e a extinção de florestas.

leila miccolis

referencial

“Solteira de aceso facho
precisa logo de macho;
se é nervosinha a casada
só pode ser mal trepada;
viúva cheia de enfado
tem saudade do finado;
puta metida a valente
quer cafetão que a esquente.
Mulher não vive sem homem.
A prova mais certa disto
é que até as castas freiras
são as esposas… de Cristo.
Tal regra é tão extremista
que não contém exceção:
quem sai dela é feminista,
fria, velha ou sapatão”.

E é com essa bagagem de preconceitos adquiridos
que chega-se à conclusão,
na separação de amores doloridos,
de que não houve culpados.
Só feridos.

leila miccolis

sendas estelares

Eu fui um dia rainha
e o meu reino se estendia
do quarto até a cozinha,
mas depois foi restringido:
em vez de amante, o marido,
em vez de gozos, extratos.
Agora nem isso tenho
Apenas restam-me os pratos.

leila miccolis

estabilidade

Vivemos como casal:
você trabalha demais,
me sustenta,
proíbe isso e aquilo,
exige a casa arrumada,
quer almoço à uma hora,
o jantar às sete e meia,
sobremesas variadas…

Com teus caprichos concordo,
e por vingança, te engordo.

leila miccolis